Centro de Assistência Paroquial de Amora – CAPA

O Centro de Assistência Paroquial de Amora (CAPA) é uma instituição particular de solidariedade social sem fins lucrativos que surgiu em 1952 pela mão do Padre Manuel Marques, um homem de grande sentido social que com a construção do CAPA, deu o primeiro sinal de intervenção social da Paróquia de Amora. Atualmente conta com 2 edifícios: “Patronato” e Caracol.Toda a Paróquia se sente responsável por esta Obra Social. O CAPA tem os seus próprios Estatutos, com compromissos e prestação de contas, para com o Estado. Tem uma autonomia e Direção própria.


Contactos do CAPA

Edifício Sede- “Patronato”

  • Rua Dr. Emídio Guilherme Garcia Mendes nº 17 2845-457 Amora
  • Telefone: 212278073
  • Telemóvel: 962232080
  • Email: geral@capa-amora.pt

GIC (Grupo de Intervenção Comunitária)

Refeitório Sociocultural/Cantina Social/POAPMC

Email: refeitoriosocial@capa-amora.pt

Serviços

Área da Infância

  1. Creche Familiar: é uma resposta social em que o trabalho se realiza na casa de amas, constituída por 14 amas coordenadas por uma Educadora de Infância. Estas residem na freguesia de Amora e acolhem crianças entre os 4 meses e os 3 anos de idade, até um limite máximo de 4 crianças por ama.
  2. Creche: esta resposta é constituída por duas salas de atividades, recebendo crianças dos 24 aos 36 meses.
  3. Pré-escolar: integra 7 salas de Jardim de Infância (5 no edifício Patronato e 2 no edifício Caracol), acolhendo crianças com idades compreendidas entre os 3 anos e a idade de ingresso no ensino básico.
  4. Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL): é um espaço que proporciona atividades de lazer e de enriquecimento de aprendizagem a crianças com idades entre os 6 aos 12 anos.

Área da Social

  1. Refeitório Sociocultural: esta resposta está vocacionada para a reabilitação psicossocial da população mais desfavorecida de Amora, em articulação com as entidades locais. A sua ação consiste no fornecimento de uma refeição diária (jantar) e na realização de atividades ocupacionais/culturais.
  2. GIC- Grupo de Intervenção Comunitária: tem como objetivo acompanhar as famílias beneficiárias do Rendimento Social de Inserção (RSI) das Freguesias de Amora e Corroios. Esta equipa acompanha atualmente cerca de 700 agregados familiares.
  3. Cantina Social: A Cantina Social surge no âmbito do Programa de Emergência Alimentar (PEA), promovido pelo Instituto de Segurança Social, através do qual o CAPA distribui cerca de 40 refeições diárias para consumo no domicílio a famílias carenciadas da Freguesia de Amora.
  4. Programa Operacional para as Pessoas Mais Carenciadas (POAPMC): este programa pretende ser um instrumento de combate à pobreza e à exclusão social em Portugal e consiste na distribuição de Géneros Alimentares às famílias. O CAPA distribui, mensalmente estes bens a cerca de 160 pessoas da Freguesia de Amora.

Origem do CAPA

Na década de 1950/60, o desenvolvimento industrial da margem sul arrasta uma população migratória de gente simples do Alentejo e mais tarde do interior. Devido aos baixos salários e à grave crise económica que se verificou na altura, o Centro de Assistência Paroquial de Amora (CAPA) nasceu para acolher as crianças durante o período laboral dos pais.

Inicialmente foram criadas três valências procurando apoiar as famílias mais necessitadas. Em 1974 foi inaugurado o Jardim de Infância, designado “Caracol”, situado nas Paivas que viria a ser confiado, em 1978, ao Centro de Assistência Paroquial de Amora, pela Junta de Freguesia de Amora e pelo Centro Regional da Segurança Social.

O CAPA tem vindo a reajustar a sua intervenção e capacidade de resposta às necessidades sentidas pela população, pelo que entre 1998 e 1999 surgiram mais duas (2) respostas sociais, a Creche Familiar e o Refeitório Sociocultural.

O GIC – Grupo de Intervenção Comunitária, surge em 2005, na sequência um protocolo assinado com o Centro Distrital da Segurança Social no âmbito do RSI e em Novembro de 2015, foi alargado o âmbito territorial deste protocolo, passando a abranger as freguesias de Amora e de Corroios do concelho do Seixal.

Em dezembro de 2012 no âmbito do Programa de Emergência Alimentar (PEA) seria implementada a Cantina Social e em 2017 o Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (POAPMC) que consiste na distribuição de Géneros Alimentares e/ou de Bens de Primeira Necessidade.

Direção do CAPA

O Pároco de Amora é o presidente do CAPA, a restante direção é formada por pessoas que em regime de voluntariado dão o seu melhor para gerir as atividades de uma obra tão prestigiosa.

Direção

  • Presidente: P. Geraldo Finatto, pároco
  • Vice-Presidente: Manuel Pires de Andrade Pereira
  • Tesoureiro: Maria Rosa de Sá Nogueira
  • 1º Secretário: Maria da Paz Franco da Silva
  • Vogal: Fernando Afonso de Almeida Rocha
  • Conselho Fiscal:
    • Manuel Falcão
    • António Freire
    • Avelino Leite

Contas

Como ajudar o CAPA?

Para que possamos dar cumprimento à nossa missão, e responder às necessidades de um número crescente de famílias, poderá ajudar o CAPA, através de:

Consignação de 0,5% do IRS (Lei nº 16/2001, de 22 de junho)

A Lei confere aos contribuintes a possibilidade de consignarem 0,5% do valor liquidado, em sede de IRS, a uma Instituição Particular de Solidariedade Social ou Pessoa Coletiva de Utilidade Pública, como é o caso do Centro Paroquial de Assistência Social de Amora. Para tal, basta colocar uma cruz no quadrado a seguir à afirmação “Instituições Particulares de Solidariedade Social ou Pessoas Coletivas de Utilidade Pública (art. 32º, nº 6)” no quadro 11 do Modelo 3 e colocar o nosso NIPC “501131884”

Voluntariado

O Centro de Assistência Paroquial de Amora tem podido contar com o apoio de alguns voluntários em variadíssimas áreas: infância, apoio escolar, animadores, colaboradores em projetos específicos. Voluntarie-se!

Donativos

Também poderá contribuir com donativos, em dinheiro ou espécie, de forma direta, através da entrega dos mesmos na Secretaria da Instituição ou, de forma indireta, por depósito bancário no IBAN PT50 0007 0000 0023 1793 9172 3.

Contacte o CAPA e informe-se sobre estas e outras necessidades. Ajude-nos a chegar a mais pessoas e mais longe!

Leave a Comment